5 ferramentas para avaliar a qualidade do seu site

Estamos de acordo com a afirmação de que, nos dias de hoje, estar presente na internet já não é mais suficiente para desbancar a concorrência, certo? O que diferencia uma empresa-protagonista de uma que apenas figura no mundo digital é a forma como cada uma delas gera seu conteúdo e apresenta sua estratégia de marketing digital.

O desempenho do website de uma empresa ganha, a cada dia, mais importância. Um exemplo disso é o resultado do relatório State of Inbound, que divulgou que, para 55% das empresas, aumentar o tráfego do website é a prioridade em Marketing para o ano de 2018. 

Sabendo do crescente índice de concorrência no segmento, vamos apresentar a você algumas ferramentas que fornecem dados e auxiliam na qualidade do site. Fique ligado!

Ver e ser visto: a importância de se ter um site de qualidade

Independentemente do segmento de seu negócio e da forma como as vendas são feitas, ter um site de qualidade ajuda a consolidar a expressividade da empresa no mercado, aproximando-a da sociedade (ainda que ela não seja o público final de seu produto) e tornando-a referência no setor no qual opera.

No entanto, para garantir que um site seja capaz de desempenhar o papel de conector entre o negócio e seu público-alvo, é preciso manter os olhos bem abertos para as questões relacionadas ao desempenho da página.

Mensurar e avaliar: ferramentas para analisar a qualidade do site

Graças aos avanços da tecnologia cibernética, algumas ferramentas — inclusive gratuitas — já foram desenvolvidas e disponibilizadas para auxiliar na medição da qualidade do site.

De uma forma geral, o objetivo de todas elas é fornecer dados que possibilitem a avaliação do desempenho da página em quesitos como análise de velocidade de carregamento, SEO e desempenho de publicações e acessos ao site.

A seguir, vamos conhecer alguns deles e compreender de que forma cada um pode contribuir para tornar seu site diferente, destacando-o na multidão.

1. Google Analytics 

Possivelmente a ferramenta de mensuração de desempenho mais popular, o Google Analytics é uma mão na roda quando se trata de fornecimento de dados.

Graças a ele, é possível analisar inúmeros dados, como:

  • número de visitantes (e visitantes únicos);
  • tempo de permanência dos visitantes;
  • visitantes por página em cada sessão (ou seja, quantas abas do site o visitante acessou durante seu tempo de permanência no site);
  • origem do tráfego, que aponta de onde vieram os visitantes que chegaram até o endereço;
  • taxa de rejeição (ou quantos visitantes deixaram o site logo após acessá-lo).

Para mensurar os resultados mostrados pelo Analytics, é fundamental trabalhar com metas baseadas no objetivo de marketing daquela plataforma. Por exemplo, se o objetivo do site de sua empresa é captar assinaturas para a newsletter, os dados fornecidos devem ser cruzados com os resultados da meta.

A partir daí, é possível avaliar se há proporção nos visitantes que acessam o site e os que são convertidos em assinantes e concluir se é necessário fazer ajustes na estratégia ou na forma como os botões de chamada são apresentados.

2. Pingdom Tools

A ferramenta Pingdom Tools tem como objetivo principal parametrizar a velocidade de carregamento de um site, bem como avaliar as possibilidades de melhoria no desempenho da página.

Estar ciente sobre o tempo de carregamento de seu site é fundamental. No ano de 2010, o tempo de carregamento se tornou um dos fatores de análise do Google para seu ranqueamento orgânico. Isso significa que, se sua página é pesada e leva tempo para carregar por completo, as chances de seu endereço ser um dos primeiros indicados pelo buscador caem consideravelmente.

Isso acontece porque, para o Google, um dos critérios de avaliação de um site é a experiência do usuário. Pesquisas indicam que cada segundo de demora no carregamento acarreta na perda de 11% de suas visualizações por parte dos usuários, que desistem de esperar e partem para outros endereços.

Com o Pingdom Tools, é possível obter um relatório de desempenho, com estatísticas como: nota geral do desempenho do site, tempo de carregamento, comparativo com outros sites testados, tamanho da página, entre outros.

Além do relatório, a ferramenta também disponibiliza uma lista de sugestões que podem ajudar a dar um gás na qualidade do site.

3. Google PageSpeed Insights 

Com uma funcionalidade semelhante à do Pingdom Tools, o Google PageSpeed Insights também tem como objetivo medir e auxiliar na otimização da velocidade de carregamento do site, tanto nos computadores como nas versões mobile.

Utilizar o PageSpeed é uma vantagem porque a avaliação, neste caso, é feita segundo os critérios do próprio Google, que é quem define, no fim das contas, o posicionamento da página no ranking de buscas.

Algumas dicas para acelerar a velocidade de carregamento de sua página:

  • evite o uso de imagens excessivamente grandes;
  • não utilize recursos em excesso;
  • escolha um bom serviço de hospedagem;

4. Moz Tools 

Diferente das duas últimas ferramentas apresentadas, as funcionalidades disponíveis no pacote Moz Tools compilam dados referentes a SEO, performance e backlinks, fornecendo um relatório bastante completo sobre a atuação da página.

Justamente por ter uma área de ação muito ampla, essa ferramenta é bastante utilizada para quem busca uma análise de qualidade em toda a estratégia de marketing, não apenas no site.

A desvantagem é que, após um período de teste, o pacote Moz Pro Tools passa a funcionar apenas por assinatura paga.

5. Woorank 

Com uma interface totalmente em português e relatórios com linguagem bastante acessível, o Woorank faz a verificação de dezenas de fatores considerados relevantes no que diz respeito a um domínio de qualidade.

Com a Auditoria SEO Avançada, por exemplo, todo o site é segmentado em partes e cada uma delas ganha uma avaliação seguindo à risca os critérios estabelecidos pelo Google. Além dessa funcionalidade, o dispositivo também faz varreduras no código da página em busca de possíveis fatores de bloqueio que possam estar impedindo a boa classificação do site em mecanismos de busca.

Além das auditorias na página, o Woorank ainda fornece uma análise de SEO dos concorrentes de seu segmento, estabelecendo um padrão comparativo e possibilitando a criação de novas metas de otimização.

Infelizmente, o Woorank também é pago após um curto período de teste, e sua mensalidade pode chegar a quase US$ 250/mês.

O mais importante, após absorver todas as informações desse artigo, é compreender que as ferramentas acima não são necessariamente concorrentes. Uma dica para garantir a qualidade do site é utilizar várias delas em consonância, buscando boas classificações em todas e acatando as sugestões que surgirem em cada uma delas.

Se você ficou interessado nas técnicas de otimização da qualidade do site, mas não sabe como colocar a mão na massa, que tal entrar em contato conosco? Certamente, poderemos te ajudar!

Deixe um comentário

Share This