Internet das Coisas: qual o impacto para o marketing?

A Internet das Coisas pode parecer coisa de cinema, mas saiba que já é uma realidade que se faz presente no cotidiano de muitas pessoas e empresas. É claro que não estamos, ainda, vivendo a sua plenitude, mas já podemos vislumbrar um pouco de seu impacto, especialmente na relação entre marca e consumidor e vice-versa.

Se esse fenômeno representa o futuro tão sonhado pelos especialistas, assim como também pelas organizações e clientes, pelo andar da carruagem parece é que já estamos nele, ainda que de modo bastante tímido. Porém, isso já é um grande passo, não é mesmo?

A seguir, veja o que é Internet das Coisas, o seu impacto na vida dos consumidores e no marketing e quais as suas perspectivas. 

O que é a Internet das Coisas

Sendo um dos assuntos mais debatidos na atualidade, não é surpresa nenhuma que você esteja curioso para saber o que é a Internet das Coisas (IoT).

Segundo André Lemos (UFBA) e Amadeu Silveira (UFABC), ambos pesquisadores do tema há bastante tempo — aproximadamente há 10 anos —, podemos entender por IoT o processo ou conceito pelo qual os objetos passam a ter, de certo modo, vida, independência para tomar decisões a partir de sua relação com a rede mundial de computadores.

Em outras palavras, essas “coisas” não dependem, exclusivamente, da interação humana para agir. Elas percebem o ambiente ou sistema em que estão inseridas e, a partir disso, trocam dados entre si e tomam decisões automaticamente e de acordo com a sua programação.

Entretanto, isso não significa dizer — é bom ressaltar — que não existam objetos que não necessitam da interação humana, o que é o caso, por exemplo, daqueles que servem à saúde, monitorando os batimentos cardíacos do indivíduo.

Nessa situação, temos um objeto que precisa da interação humana, a partir da interface do dispositivo, para poder formular uma decisão, que é o resultado da avaliação.

O impacto na vida do consumidor

Como dissemos no início deste artigo, a Internet das Coisas trouxe grandes impactos para a vida dos consumidores em sua relação com as marcas. E, diga-se de passagem, não estamos nem vivendo o seu auge, o que significa que ainda experimentaremos muitas coisas.

Até agora, qual o impacto que a Internet das Coisas trouxe para o consumidor? A internet está em praticamente todos os lugares, desde a academia, até o café e o aeroporto que você costuma frequentar em suas viagens. Com isso, as pessoas ficam mais conectadas e, consequentemente, os seus dispositivos também.

Por exemplo, se elas estão no aeroporto, hoje já existem softwares móveis que as lembram de sua viagem e pedem para que elas realizem o check-in online, quando esse serviço é disponibilizado pela marca, para realizar o embarque. Ao fazer isso, os consumidores deixam de enfrentar filas e têm uma experiência agradável.

É bom ter ciência que estamos falando de alertas que são criados automaticamente, a partir da inteligência do dispositivo móvel que, conectado à internet, é capaz de trocar dados com a rede mundial de computadores e, assim, tomar a decisão de lembrar de datas importantes — aniversários, viagens marcadas, voos agendados, etc.

Veja que esse é apenas um exemplo de como a Internet das Coisas impactou o cotidiano das pessoas, tornando-o, de certo modo, menos burocrático e mais fácil.

Outros dispositivos que também marcam o impacto da IoT na vida das pessoas são, ilustrativamente, o ar-condicionado, a lavadora, a televisão, entre outros objetos eletrônicos que contam, hoje, com WiFi, passando a serem controlados diretamente pelos smartphones.

Muitas vezes, é possível, por exemplo, estabelecer tempo e regular a velocidade da máquina de lavar diretamente do celular, facilitando assim a vida do usuário que já utiliza o smartphone para resolver os seus problemas do dia a dia — acessar conta bancária, fazer transação financeira, se comunicar com a marca, ler e-mails etc.

O impacto no marketing

A IoT não só modificou a vida do consumidor moderno, mas também impactou e vem reconfigurando as práticas de marketing e de comunicação das empresas.

Todo processo de transição, vide a passagem do século XX para o século XXI, traz grandes mudanças para as empresas e a sociedade em geral e a IoT também trouxe.

A título de ilustração, no século passado o marketing era pensado exclusivamente para fazer com que a marca vendesse mais e mais. Hoje, o mundo mudou, fazendo com que a organização não atuasse somente pelo lucro, mas também em benefício do bem-estar social. Assim, nasceu, por exemplo, eixos do marketing que são ligados à questão cultural, ambiental e social.

Contudo, você sabe por que estamos dizendo tudo isso? A IoT promoveu mudanças no cerne da sociedade, fazendo com que as pessoas se tornassem cada vez mais conectadas. Se elas querem procurar um livro ou um restaurante ou qualquer outro de serviço, sentam e fazem a sua busca em mecanismos como o Google, Yahoo, entre outros.

Isso significa que a sociedade mudou, exigindo também igual mudança das empresas e de seus diversos setores. Para que os departamentos de marketing e de comunicação de uma empresa consigam, de fato, manter um diálogo pleno com os seus públicos, precisam alinhar suas estratégias ao cenário atual.

Se as pessoas estão, como nunca, conectadas à internet, por que não criar projetos que possibilitem uma experiência mais agradável entre marcas e clientes? Essa é uma realidade que já existe, como vimos, a diferença é que o marketing, como aponta Daniel Kahneman, professor emérito da Universidade de Princeton, tem algumas vantagens a mais.

Para Kahneman, a Internet das Coisas abriu um novo mundo para o marketing e para a comunicação, uma vez que ampliou as possibilidades de uma marca manter relacionamentos com os seus públicos, assim como também permitiu que ela fortalecesse a sua imagem e a sua presença no cotidiano das pessoas, a partir da inteligência cognitiva das máquinas.

Tais objetos, afirma Kahneman, são capazes de estabelecer uma comunicação personalizada, levando em consideração os desejos e o estilo de vida da pessoa. Nisso tudo, o marketing poderá se valer desses dados que são colhidos pelos objetos conectados à internet e, assim, aperfeiçoar a relação entre cliente e marca.

Cases de sucesso 

Como já dissemos, a IoT já se faz presente no cotidiano das pessoas e das empresas, transformando e aperfeiçoando vidas, processos e práticas. Para exemplificar, trouxemos três cases de sucesso. Confira abaixo: 

1. Johnson Controls

A Johnson Controls, líder no segmento de automação de edifícios e equipamentos de aquecimento, desenvolveu formas ecológicas mais eficientes de gerenciar edifícios, utilizando o Azure IoT Suite.

Trata-se, em resumo, de um sistema que se vale das informações do lugar onde ele está inserido e do banco de dados da rede mundial de computadores para oferecer soluções que reduzam não só o custo da edificação, mas também melhore o desempenho das obras e a sua segurança, aliada à questão ecológica. 

2. Fathym 

A Fathym ajuda não só as empresas e as pessoas a economizarem, mas também a poupar vidas. Isso porque a instituição utiliza a IoT, especificamente o Azure IoT Suite, para monitorar as estradas locais e ajudar a comunidade do Alaska a se informar e a tomar decisões mais rápidas. Assim, também garante uma boa experiência aos usuários. 

3. Mars Drinks 

Visando melhorar a sua eficiência operacional, a Mars Drinks construiu uma solução, baseada na Internet das Coisas, que, automaticamente, coleta dados em tempo real de máquinas de vendas de bebidas.

Quando os drinks estão perto de se esgotar, a máquina avisa ao proprietário para que ela seja abastecida, evitando assim a sua inatividade e possibilitando maior giro de estoque. 

Hoje, é bom destacar, o IoT é mais do que apenas uma opção à disposição das organizações. É um instrumento necessário para que elas consigam se desenvolver e alavancar os seus negócios. 

Os clientes, assim como todos nós, estão sempre a procura de coisas novas e cabe a empresa, junto aos departamentos de marketing, comunicação e venda, identificar os seus desejos e oferecer a eles uma experiência agradável a partir das novas tendências tecnológicas, como a Internet das Coisas.

Então, gostou deste artigo? Esperamos que ele tenha lhe ajudado a entender como a Internet das Coisas tem impactado não só o marketing, como também a vida dos consumidores e a sociedade em geral. Já que você está aqui, aproveite para compartilhá-lo com os seus amigos em suas redes sociais. Contamos com você, certo?

 
Deixe um comentário

Share This