Realidade aumentada: como tem sido usada na comunicação empresarial?

  • Home
  • Branding
  • Realidade aumentada: como tem sido usada na comunicação empresarial?

É bem provável que você tenha ouvido por aí sobre o Pokémon Go, certo? Dentre as peculiaridades do jogo que ganhou fama mundial, está a integração entre os universos virtual e real, o que caracteriza a essência da Realidade Aumentada (RA). Essa tecnologia tem como um dos objetivos sobrepor imagens e objetos no ambiente virtual por meio de algum dispositivo tecnológico.

Em outras palavras, a Realidade Aumentada promove a interação de um usuário com o meio e com objetos de maneiras diferentes. A partir desse contexto, passou a ser utilizada como um importante canal de comunicação para as empresas. O mercado publicitário, por exemplo, é um grande consumidor dessa tendência, mas outras áreas, como o turismo, a educação e o entretenimento, também utilizam a RA cada vez mais em suas estratégias de negócios.

Uma das grandes vantagens da Realidade Virtual aplicada na comunicação empresarial é a sua utilização que possibilita conteúdos inovadores e proporciona experiências únicas para os usuários. Com o objetivo de destacar por que as organizações precisam adotar a tecnologia em suas estratégias, abordaremos algumas situações de RA aplicada no mundo dos negócios.

Visualização de informações

As aplicações de RA possibilitam uma melhor visualização de informações para clientes. Elas revelam aspectos que não seriam vistos de outra forma. Em uma empresa de materiais médicos, por exemplo, a RA pode modificar a assinatura térmica das veias de um paciente por meio de uma imagem sobre a pele. Isso torna possível aos médicos identificar as veias mais facilmente, o que aumenta a taxa de sucesso de retirada de sangue de maneira substancial.

Um outro exemplo são os QRs Codes, que podem, por exemplo, estar disponíveis em pontos turísticos. Quando o aplicativo do tablet ou smartphone faz a leitura do código, é possível acessar um guia virtual, com indicações de rotas e imagens, fazendo um paralelo entre os ambientes virtual e real.

Treinamentos e instruções

A Realidade Virtual também é cada vez mais presente em treinamentos, instruções e até em coaching. A RA oferece orientação em vídeo e indica passo a passo, por exemplo, para montar um produto, fazer funcionar uma máquina e realizar a seleção de mercadorias estocadas em um depósito.

Dispositivos dotados de Realidade Virtual também podem possibilitar que um usuário veja algo em determinado local e transmita informações para um profissional remoto, que pode dar orientações em tempo real. Isso significa que é possível realizar uma tarefa e contar com o apoio de um especialista, independentemente do local onde essas pessoas estiverem.

Essa situação assegura não apenas um melhor desempenho profissional, mas também reduz consideravelmente os custos de uma operação.

A Realidade Virtual é uma competência que ainda dá os primeiros passos nas relações comerciais, mas conta com um potencial revolucionário. Será possível, por exemplo, apontar um smartphone ou tablet para um produto inteligente e conectado e realizar programações e realizar comandos. Para dar um exemplo claro, o usuário pode ver os controles de intensidade e cor de uma luz inteligente e dar comandos de voz como “intensidade” e “brilho”

Valor para as empresas

A essa altura, você pode estar se perguntando: tudo bem, já vi algumas aplicações de Realidade Virtual no mundo dos negócios, mas como essa tecnologia cria valor para as empresas? Em linhas gerais, é de duas maneiras: em primeiro lugar, a RA torna-se parte do próprio produto; em segundo, ela otimiza o desempenho da cadeia de valor como um todo — incluindo marketing, manufatura, desenvolvimento de produtos, serviços etc.

É possível ter a seguinte situação: olhar para o seu fogão com óculos inteligentes e ter informações em um display virtual sobre a temperatura de cozimento e os minutos que faltam para o alimento ficar pronto. Um outro exemplo é você se aproximando do seu carro e, então, um display de RA indica se o veículo está trancado, o quanto tem de gasolina no tanque e se a pressão dos pneus está adequada.

No que diz respeito à cadeia de valor, as aplicações de RA estão mais evoluídas em algumas áreas do que em outras. Em marketing e vendas, por exemplo, a Realidade Virtual está ressignificando o conceito de showrooms e exposição de produtos, o que redefine a experiência do usuário.

Uma vez que os clientes podem ver um produto funcionando de maneira virtual antes de comprá-lo, a sua expectativa passa a ser mais real em relação àquilo que a mercadoria de fato oferece. Por consequência, os usuários têm mais confiança em adquirir o produto e também ficam mais satisfeitos. No futuro, a RA pode até mesmo reduzir a necessidade de showrooms e de lojas físicas.

No e-commerce, alguns aplicativos de Realidade Virtual permitem que os clientes da web baixem hologramas das mercadorias. Algumas lojas já possibilitam que os usuários vejam imagens de produtos 3D, por exemplo. Dessa forma, alguns aplicativos oferecem a integração de um produto a uma sala real, o que permite que os consumidores vejam como será uma futura mobília e decoração de sua casa.

Tecnologia ARON

Dentre tantos exemplos da Realidade Virtual aplicada nas empresas, é essencial destacarmos um canal de comunicação óptica que promete revolucionar o controle da RA móvel. A ARON (Transmissão limitada óptica por realidade aumentada, em tradução para o português) é uma tecnologia que está na iminência de aumentar a capacidade dos smartphones e mudar a forma de interação das pessoas com o universo ao redor.

A ARON funciona sem a necessidade de conexão à internet, uma vez que se trata de um complemento e uma alternativa às ondas de radiofrequência utilizadas pelos celulares no mundo todo. Dentre as suas funções, a tecnologia permite enviar e receber informações digitais; rapidez, segurança e privacidade; funcionar com energia solar, sendo muito mais eficiente que o wi-fi em relação à energia; incrementa a experiência de realidade virtual como nenhuma tecnologia móvel faz atualmente; entre outras possibilidades dessa tecnologia de realidade aumentada.

E você, o que acha da realidade virtual aplicada nas nossas vidas pessoal e profissional? Você gosta ou ainda tem um pé atrás com esses avanços tão rápidos da tecnologia? Sugerimos que compartilhe o texto nas suas redes sociais e promova um debate sobre o assunto com os seus amigos.

Deixe um comentário

Share This